sexta-feira, 18 de junho de 2010

Ao meu amor (03/01/09)

Ando escondida em meio a tantos holofotes,
Cega talvez surda,
os únicos sons que talvez escute e da minha voz.
calmamente,
é uma estupidez
dizer que sonhos podem ser destruidos,
se quem constroi eles somos nois.
estou aqui sim,
a voz pergunta,
uma lagrimá cai,
o peito vai apertando...apertando
olhei pra cima e sorri.
encotrei você em meio as nuvens negras
com aquele sorriso que só você tem
me encantou.
trouxe de volta algo que a tempos não tinha e nem sabia mas fazer
SORRI.
assustei-me
não sabia o que estava acontecendo
sorri de novo
e algo que posso chamar de inedito acoteceu
voltei amar
e dessa vez pra sempre
um homem, no qual o nome tem coragem
KAILON
minha vida mudou.
tudo começou quando vc chegou.

2 comentários:

  1. Agora sim. Essa é a Karol que conheço. Lindo!

    ResponderExcluir
  2. Não essa Karol é nova zero bala

    ResponderExcluir

Desenvolvido por

Karol Salgado Todos os Direitos Reservados. Design for Max Paixão MPWeb Design