quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Ao meu amor ( 21/09/07)

Neste físico de um Deus Grego,
Numa intesa relação,
eu pálida e bêbada,
tremo, e me afogo e me sufoco
entre loucura e paixão...
Quero Fundir meu corpo
no teu corpo junto ao meu.
Nos teus braços serei cega
pra que sejas meu guia.
nós seremos a matéria,
nosso amor energia...
se esse amor me modifica,
me transforma, me edifica,
se ele afeta tanto a mim
também te transformará.
A energia de amor
afetou-nos para sempre
e a materia que hoje somos
outra materia será...
Seremos dois novos amantes
pelo amor energizados,
transformados,
no meu seio seras meu,
pro que der e vier,
nos teus braços me abandono
do teu lado, ao teu lado
sua mulher...

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Leiam até o fim é emocionante...

Naquela noite, enquanto minha esposa servia o jantar, eu segurei sua mão e disse: "Tenho algo importante para te dizer". Ela se sentou e jantou sem dizer uma palavra. Pude ver sofrimento em seus olhos.

De repente, eu também fiquei sem palavras. No entanto, eu tinha que dizer a ela o que estava pensando. Eu queria o divórcio. E abordei o assunto calmamente.
Ela não parecia irritada pelas minhas palavras e simplesmente perguntou em voz baixa: "Por quê?"
Eu evitei respondê-la, o que a deixou muito brava. Ela jogou os talheres longe e gritou "você não é homem!" Naquela noite, nós não conversamos mais. Pude ouví-la chorando. Eu sabia que ela queria um motivo para o fim do nosso casamento. Mas eu não tinha uma resposta satisfatória para esta pergunta. O meu coração não pertencia a ela mais e sim a Jane. Eu simplesmente não a amava mais, sentia pena dela.
Me sentindo muito culpado, rascunhei um acordo de divórcio, deixando para ela a casa, nosso carro e 30% das ações da minha empresa.
Ela tomou o papel da minha mão e o rasgou violentamente. A mulher com quem vivi pelos últimos 10 anos se tornou uma estranha para mim. Eu fiquei com dó deste desperdício de tempo e energia mas eu não voltaria atrás do que disse, pois amava a Jane profundamente. Finalmente ela começou a chorar alto na minha frente, o que já era esperado. Eu me senti libertado enquanto ela chorava. A minha obsessão por divórcio nas últimas semanas finalmente se materializava e o fim estava mais perto agora.
No dia seguinte, eu cheguei em casa tarde e a encontrei sentada na mesa escrevendo. Eu não jantei, fui direto para a cama e dormi imediatamente, pois estava cansado depois de ter passado o dia com a Jane.
Quando acordei no meio da noite, ela ainda estava sentada à mesa, escrevendo. Eu a ignorei e voltei a dormir.
Na manhã seguinte, ela me apresentou suas condições: ela não queria nada meu, mas pedia um mês de prazo para conceder o divórcio. Ela pediu que durante os próximos 30 dias a gente tentasse viver juntos de forma mais natural possivel. As suas razões eram simples: o nosso filho faria seus examos no próximo mês e precisava de um ambiente propício para prepar-se bem, sem os problemas de ter que lidar com o rompimento de seus pais.
Isso me pareceu razoável, mas ela acrescentou algo mais. Ela me lembrou do momento em que eu a carreguei para dentro da nossa casa no dia em que nos casamos e me pediu que durante os próximos 30 dias eu a carregasse para fora da casa todas as manhãs. Eu então percebi que ela estava completamente louca mas aceitei sua proposta para não tornar meus próximos dias ainda mais intoleráveis.
Eu contei para a Jane sobre o pedido da minha esposa e ela riu muito e achou a idéia totalmente absurda. "Ela pensa que impondo condições assim vai mudar alguma coisa; melhor ela encarar a situação e aceitar o divórcio" ,disse Jane em tom de gozação.
Minha esposa e eu não tínhamos nenhum contato físico havia muito tempo, então quando eu a carreguei para fora da casa no primeiro dia, foi totalmente estranho. Nosso filho nos aplaudiu dizendo "O papai está carregando a mamãe no colo!" Suas palavras me causaram constrangimento. Do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa, eu devo ter caminhado uns 10 metros carregando minha esposa no colo. Ela fechou os olhos e disse baixinho "Não conte para o nosso filho sobre o divórcio" Eu balancei a cabeça mesmo discordando e então a coloquei no chão assim que atravessamos a porta de entrada da casa. Ela foi pegar o ônibus para o trabalho e eu dirigi para o escritório.
No segundo dia, foi mais fácil para nós dois. Ela se apoiou no meu peito, eu senti o cheiro do perfume que ela usava. Eu então percebi que há muito tempo não prestava atenção a essa mulher. Ela certamente tinha envelhecido nestes últimos 10 anos, havia rugas no seu rosto, seu cabelo estava ficando fino e grisalho. O nosso casamento teve muito impacto nela. Por uns segundos, cheguei a pensar no que havia feito para ela estar neste estado.
No quarto dia, quando eu a levantei, senti uma certa intimidade maior com o corpo dela. Esta mulher havia dedicado 10 anos da vida dela a mim.
No quinto dia, a mesma coisa. Eu não disse nada a Jane, mas ficava a cada dia mais fácil carregá-la do nosso quarto à porta da casa. Talvez meus músculos estejam mais firmes com o exercício, pensei.
Certa manhã, ela estava tentando escolher um vestido. Ela experimentou uma série deles mas não conseguia achar um que servisse. Com um suspiro, ela disse "Todos os meus vestidos estão grandes para mim". Eu então percebi que ela realmente havia emagrecido bastante, daí a facilidade em carregá-la nos últimos dias.
A realidade caiu sobre mim com uma ponta de remorso... ela carrega tanta dor e tristeza em seu coração..... Instintivamente, eu estiquei o braço e toquei seus cabelos.
Nosso filho entrou no quarto neste momento e disse "Pai, está na hora de você carregar a mamãe". Para ele, ver seu pai carregando sua mão todas as manhãs tornou-se parte da rotina da casa. Minha esposa abraçou nosso filho e o segurou em seus braços por alguns longos segundos. Eu tive que sair de perto, temendo mudar de idéia agora que estava tão perto do meu objetivo. Em seguida, eu a carreguei em meus braços, do quarto para a sala, da sala para a porta de entrada da casa. Sua mão repousava em meu pescoço. Eu a segurei firme contra o meu corpo. Lembrei-me do dia do nosso casamento.
Mas o seu corpo tão magro me deixou triste. No último dia, quando eu a segurei em meus braços, por algum motivo não conseguia mover minhas pernas. Nosso filho já tinha ido para a escola e eu me vi pronunciando estas palavras: "Eu não percebi o quanto perdemos a nossa intimidade com o tempo".
Eu não consegui dirigir para o trabalho.... fui até o meu novo futuro endereço, saí do carro apressadamente, com medo de mudar de idéia...Subi as escadas e bati na porta do quarto. A Jane abriu a porta e eu disse a ela "Desculpe, Jane. Eu não quero mais me divorciar".
Ela olhou para mim sem acreditar e tocou na minha testa "Você está com febre?" Eu tirei sua mão da minha testa e repeti "Desculpe, Jane. Eu não vou me divorciar. Meu casamento ficou chato porque nós não soubemos valorizar os pequenos detalhes da nossa vida e não por falta de amor. Agora eu percebi que desde o dia em que carreguei minha esposa no dia do nosso casamento para nossa casa, eu devo segurá-la até que a morte nos separe.
A Jane então percebeu que era sério. Me deu um tapa no rosto, bateu a porta na minha cara e pude ouví-la chorando compulsivamente. Eu voltei para o carro e fui trabalhar.
Na loja de flores, no caminho de volta para casa, eu comprei um buquê de rosas para minha esposa. A atendente me perguntou o que eu gostaria de escrever no cartão. Eu sorri e escrevi: "Eu te carregarei em meus braços todas as manhãs até que a morte nos separe".
Naquela noite, quando cheguei em casa, com um buquê de flores na mão e um grande sorriso no rosto, fui direto para o nosso quarto onde encontrei minha esposa deitada na cama - morta.
Minha esposa estava com câncer e vinha se tratando a vários meses, mas eu estava muito ocupado com a Jane para perceber que havia algo errado com ela. Ela sabia que morreria em breve e quis poupar nosso filho dos efeitos de um divórcio - e prolongou a nossa vida juntos proporcionando ao nosso filho a imagem de nós dois juntos toda manhã. Pelo menos aos olhos do meu filho, eu sou um marido carinhoso.
Os pequenos detalhes de nossa vida são o que realmente contam num relacionamento. Não é a mansão, o carro, as propriedades, o dinheiro no banco. Estes bens criam um ambiente propício a felicidade mas não proporcionam mais do que conforto. Portanto, encontre tempo para ser amigo de sua esposa, faça pequenas coisas um para o outro para mantê-los próximos e íntimos. Tenham um casamento real e feliz!
Muitos fracassados na vida são pessoas que não perceberam que estavam tão perto do sucesso e preferiram desistir..

Um amor pra viver

Hoje ,
Depois de tanta desilusão posso garantir que
Ninguém é feliz sozinho, e sempre estamos em busca da nossa metade,
Hoje, garanto, mas forte
Mas me falta algo
Algo que me abrace e me faça sentir que o tempo parou
Algo que me olhe tão profundo que me inspire a sorri suavemente
Algo que me beije e faça meus pés saírem do chão
Me falta, sentir saudade,
Fugir de madrugada pra ver o sol nascer
Me falta algo, que suspire e lembre de mim toda vez que ver a lua,
Algo com que sonhe, e ao acorda esteja ali ao meu lado segurando minha mão.
As vezes me sinto tão só
Que chego a pensar que jamais terei esse algo,
E tudo piora quando me vejo assim
Só,
Toda e qualquer pessoa
Por mas que negue sempre sonha com um conto de fadas,
Por mas que ande desacreditada de tudo
Um dia vou sentir o bem de um amor de verdade.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Ser feliz

Felicidade
estar em tudo aquilo que os outros não vem graça.
um sorriso,
um olhar,
um simples alô,
já faz suas estruturas balançarem,
é felicidae não é só o AMOR.
a felicidade e todos os dias quando você abre os olhos.
Talvez nunca tenha sentido tanta felicidade
mas descobri que é muito bom viver assim.
Talvez nem seja felicidade,
seja só uma ilusão.
e se for já to feliz só por senti assim.
tudo fica mas facil.

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Tem tempos...

Concerteza hj estou mas feliz, descubri que não há nada como um belissimo vestido, uma boa chapinha pra encantar, sim é isso mesmo eu ainda sou apreciada, de uma forma estranha me senti bem com a muito tempo não me sentia.

Valorizada, bunita, desejada seria a palavra correta, de alguma forma e sem querer atarir olhares, indiscretos e incredulos:" é ela mesma", "ela está linda", "quem é ela", e pra uma mulher a beira de um ataque de loucura faz com que ela se sinta a mas bela de todas.

Por mas que houvessem mulheres muito mas belas que ela, nauqele momento os olhos voltaram-se a ela.

E ali estava sem graça, aprienciva e com medo de cometer gaffes.

Por algumas horas eu fui novamente a KAROL TEQUILA,aquela que arrasava sem precisar se despir ou falar, ontem eu estava de fato ENCANTADORA.

Até eu me apaixonei... rs

estou voltando a ser feliz sozinha.....

quarta-feira, 28 de julho de 2010

"Penssamento" 20/01/05

O que eu também não sei
mas eu quero
o que eu também não vejo
mas sinto
o que eu mas desejo
não posso ter
te ver
te ter
te querer
de mim, muito longes estas
de mim, muito irreal és
de mim,
triste estou não posso te ter
choro
choras coração
mais uma paixão
o que também não sei
é se você quer.
tudo ia ser diferente
meu medo iria vencer
tão somente para um dia te ter
tão somente para juntos um dia ficar
mas sempre ficara
aquilo...
que eu também não sei.

"Pensamento"

Estranho no Ninho

Ei queria voar...
Só os passaros são livres,
O mundo não é justo...
Melodramas sem fundamentos,
Mentiras,Hipocresias, Maldades.
Todos frutos da dona inveja
Cação quem passa
E matam aos poucos
Quem vive por perto
Ser passaro...
Solução,
Viver voando
Sem problemas
Talvez o tédio
Mas em um vão momento iria passar
Mas voar ...
A solução para me acalmar.

terça-feira, 20 de julho de 2010

Aos meus queridos Savio, Rodrigo e Danilo.

“Minhas estrelas.”
Naquela noite escura, fria, eu já não sabia mas no que pensar.
Adormeci e durante alguns segundos
Uma luz invadiu-me,
Sem saber o que fazer asssustada acordei
E dei de cara com minhas estrelas,
Nunca imaginei que pudesse exitir algo assim, nunca, nem em meus mas profundos sonhos.
Não importa a hora, o dia, se chove ou faz sol,
Elas sempre estão lá,
Me guiando, apoiando,
As vezes me embriago deste amor
Que é tão puro e verdadeiro, que muitos não consseguem enteder.
há a minhas estrelas: meu sorriso, minha alegria, minha vida.
A elas tudo de mim,
Tudo que sou, que fiz, tudo que tenho.
A melhor parte de mim são vocês minhas estrelas.
Incondicionalmnte, infinitamente para sempre.


20 de julho de 2010

segunda-feira, 19 de julho de 2010

O peregrino

O peregrino andava com suas três vaquinhas em busca de água.
Já haviam tês dias que ele andava atrás do liguido, cansado, sentou-se um pouco ,
E foi ai que uma cobra pesonhenta atacou uma de suas vacas,desesperado tirou sua blusa e amarrou na perna da vaca de uma forma que o veneno não se espalha-se.Amarrou a vaca na arvore .
Olhou para as outras duas vacas e pediu que elas vigiasem a que estava ferida enquanto, sem entender percebeu que ao olhar para trás e viu as outras duas ao redor da que estava ferida. E continuou correndo e achou água e um tratador de animais.
Vendo a desespero do peregrino os dois correram desesperados ao encontro dos animais chegando lá sem entender as vacas estavam mortas e com tinas de água ao seu redor.
O peregrino sem entender voltou pra casa sem as tinas de água e sem suas companheiras de viajem .
Ao a vistar sua casa sentiu muito medo pois sabia que pela demora e pela falata de água os seus também poderiam estar como suas vacas.
Quando percebeu que seus filhos corriam e brincavam com baldes de água, ele então correu e viu que estava tudo bem, que a água havia voltado aquela terra e a esposa com lagrimas nos olhos o recebeu e disse:obrigado.
Ele sem enter perguntou porque? Não trouxe agua e ainda perdi as nossas tres vacas.
Ela simplesmente o abraçou e disse?
Por ter um bom coração.

Karol Salgado em 19/07/10 as 08:45 da manhã

Moral da historia:
Tem coisas que Deus faz e não precisamos entender, afinal tudo o que ele faz tem um proposito.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

All star

Dedico a min, dona de min somente a min...


Estranho seria se eu não me apaixonasse por você
O sal viria doce para os novos lábios
Colombo procurou as Índias mas a Terra avistou em você
O som que eu ouço são as gírias do seu vocabulário

Estranho é gostar tanto do seu All Star azul
Estranho é pensar que o bairro das Laranjeiras,
satisfeito sorri, quando chego ali e entro no elevador aperto o 12, que é o seu andar,
não vejo a hora de te encontrar
e continuar aquela conversa,
que não terminamos ontem, ficou pra hoje.


Estranho mas já me sinto como um velho amigo seu
Seu All star azul combina com o meu, preto, de cano alto
Se o homem já pisou na Lua, como eu ainda não tenho seu endereço
O tom que eu canto as minhas músicas para a tua voz parece exato
Se um homem quer você, nada pode mantê-lo longe.


Este texto é da Oprah Winfrey, apresentadora conceituadíssima dos Estados Unidos. Não preciso fazer considerações a respeito do texto, porque eu assino em baixo.
Leiam , e arrepiem-se também.

Se um homem quer você, nada pode mantê-lo longe;
Se ele não te quer, nada pode fazê-lo ficar!!!
Pare de dar desculpas (de arranjar justificativas) para um homem e seu comportamento.
Permita que sua intuição (ou espírito) te proteja das mágoas.
Pare de tentar se modificar para uma relação que não tem que acontecer.
Mais devagar é melhor. Nunca dedique sua vida a um homem antes que você encontre um que realmente te faz feliz.
Se uma relação terminar porque o homem não te tratou como você merecia "esqueca-o!”, vocês não podem “ser amigos”. Um amigo não destrataria outro amigo.
Não conserte.
Se você sente que ele está te enrolando, provavelmente é porque ele está mesmo. Não continue (a relação) porque você acha que “ele vai melhorar”.
Você vai se chatear daqui um ano por continuar a relação quando as coisas ainda não estiverem melhores.
A única pessoa que você pode controlar em uma relação é você mesma.
Evite homens que têm um monte de filhos, e de um monte de mulheres diferentes. Ele não casou com elas quando elas ficaram grávidas, então, porque ele te trataria diferente?
Sempre tenha seu próprio círculo de amizade, separadamente do dele.
Coloque limites no modo como um homem te trata. Se algo te irritar, fale!!
Nunca deixe um homem saber de tudo. Mais tarde ele usará isso contra você.
Você não pode mudar o comportamento de um homem.. A mudança vem de dentro.
Nunca o deixe sentir que ele é mais importante que você… mesmo se ele tiver um maior grau de escolaridade ou um emprego melhor.
Não o torne um semi-deus.
Ele é um homem, nada além ou aquém disso.
Nunca deixe um homem definir quem você é.
Nunca pegue o homem de alguém emprestado (casado).
Se ele traiu alguém com você, ele te trairá.
Um homem vai te tratar do jeito que você permita que ele te trate. Nem todos os homens são cachorros.
Você não deve ser a única a fazer tudo…compromisso é uma via de mão dupla.
Você precisa de tempo para se cuidar entre as relações. Não há nada precioso quanto viajar. Veja as suas questões antes de um novo relacionamento.
Você nunca deve olhar para alguém sentindo que a pessoa irá te completar.
Uma relação consiste de dois indivíduos completos,procure alguém que irá te complementar… não suplementar.
Namorar é bacana. mesmo se ele não for o esperado Sr. Correto.
Faça-o sentir falta de você algumas vezes… quando um homem sempre sabe que você está lá, e que você está sempre disponível para ele, ele se acha…
Nunca se mude para a casa da mãe dele. Nunca seja cúmplice (ou co-assine qualquer documento) de um homem.
Não se comprometa completamente com um homem que não te dá tudo oque você precisa. Mantenha-o em seu radar, mas conheça outros…
Compartilhe isso com outras mulheres e homens (de modo que eles saibam). Você fará alguém sorrir, outros repensarem sobre as escolhas, e outras mulheres se prepararem.
O medo de ficar sozinha faz que várias mulheres permaneçam em relações que são abusivas e lesivas...
Você deve saber que você é a melhor coisa que pode acontecer para alguém e se um homem te destrata, é ele que vai perder uma coisa boa.
Se ele ficou atraído por você à primeira vista, saiba que ele não foi o único.
Todos eles estão te olhando, então você tem várias opções.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Ao meu amor (03/01/09)

Ando escondida em meio a tantos holofotes,
Cega talvez surda,
os únicos sons que talvez escute e da minha voz.
calmamente,
é uma estupidez
dizer que sonhos podem ser destruidos,
se quem constroi eles somos nois.
estou aqui sim,
a voz pergunta,
uma lagrimá cai,
o peito vai apertando...apertando
olhei pra cima e sorri.
encotrei você em meio as nuvens negras
com aquele sorriso que só você tem
me encantou.
trouxe de volta algo que a tempos não tinha e nem sabia mas fazer
SORRI.
assustei-me
não sabia o que estava acontecendo
sorri de novo
e algo que posso chamar de inedito acoteceu
voltei amar
e dessa vez pra sempre
um homem, no qual o nome tem coragem
KAILON
minha vida mudou.
tudo começou quando vc chegou.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Amigo querido...

Depois de uma longo tempo percebemos que,
Muitas das vezes é preciso ter uma maoir intimidade para se decubrir uma amizade,
Entre mil e um namoros que possa ter tido
Ele talvez seja o único com o qual eu aprendi:
Que tudo na vida tem um porque,
E para que ficar se lamentando se podemos fazer algo melhor.
Talvez tabem seja o único que ame, ame mesmo crianças
E fez com que esse amor se redrobasse em mim.
Talvez nos envolvemos em hora errada, mas hoje é tão certo o carinho que tenho por ele,
Que fica até facil relembrar as coisas que me machucaram.
Entre encontros e desencontros e certo afirma que nossos caminhos sempre se cruzam
Mas nada podemos fazer
A amizade que nos envolta
Contamina dia após dia
Talvez ele nem perceba o maximo desta amizade.
Mas um dia eu direi.

Karol Salgado 13 de junho de 2007

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Divorcio Tbm trás lucros

O candidato ao divórcio que entrar na feira não precisa fazer mais nada. Tudo pode ser feito por ele, das coisas mais banais às mais complexas.

Maio é o mês das noivas, época de muitas feiras que oferecem produtos e serviços para festas de casamento. Mas na Itália, neste final de semana, não foram os casamentos que bombaram. O que chamou a atenção foi o salão do divórcio.

Em um hotel de Milão, cidade da moda, uma feira inovadora se propõe a superar o milionário mercado dos casamentos, com inúmeras ofertas ao público que está pensando em se separar ou que já se divorciou.

O 1º Salão do Divórcio da Itália é apoiado pelas estatísticas. Nos últimos 12 anos, as separações triplicaram no país. O candidato ao divórcio que entrar na feira não precisa fazer mais nada. Tudo pode ser feito por ele, das coisas mais banais às mais complexas.

Contratar um detetive não chega a ser tão simples. Um flagrante custaria no mínimo o equivalente a R$ 3,4 mil. O investigador de traições amorosas diz que os homens que o contratam querem apenas pagar pensão mínima às ex-mulheres.

O técnico que protege computadores contra espiões informa que hoje a maioria dos casos extra-conjugais é descoberta pelo e-mail e, principalmente, pelo celular.

Quem disse que o divórcio não pode ser comemorado com uma boa sobremesa? “Eu chamo de torta do recomeço. Na forma oriental yin- yang, com chocolate e pimenta lembram o sofrimento da relação passada, e o maracujá é para purificar a nova vida”, diz o chef de cozinha.

O milanês Giuseppe veio prestigiar o salão. Ele está solteiro e quer novidades para encontrar uma companheira.

A estilista é taxativa: ele precisa mudar a imagem. Giuseppe ganha uma gravata e uma bronca: tem que trocar de sapatos. O relógio e os óculos estão perfeitos para a conquista.

O especialista em sedução aconselha: nunca se deve interpretar um papel. “Os homens precisam dizer o que pensam às mulheres e não ter medo de ser julgados”, aconselha.

Uma divorciada quer saber como as cores podem mudar a sua vida. A terapeuta explica que, depois da separação, a primeira atitude deve ser pintar as paredes de uma nova cor.

Separada recentemente, uma italiana diz que investe nas mudanças interiores e duradouras. Mas foi ao salão aprender a consertar, sozinha, os defeitos da casa.

O cantinho mais curioso é dedicado àquilo que um dia foi motivo de tantas brigas. Um objeto foi doado por um homem que se divorciou de uma mulher que tinha a mania de perfumar a casa, todos os ambientes, e levou o marido à loucura por causa disso. É um suporte de papel higiênico, perfumado, com cheiro de rosas, muito forte. Dá para entender, por que foi parar na pequena loja dos horrores.

Folhas de papel de seda que embrulharam frutas, como peras, eram colecionadas por um marido que obrigava a mulher a passá-las a ferro. Depois do divorcio, ela se livrou da coleção.

A feira tem advogado, stand de teste de paternidade, baby siter de conto de fadas. O salão também propõe vinhos personalizados, viagens e festas.

“Sou divorciada e a primeira festa de divórcio que eu fiz foi a minha”, declara uma brasileira.

A mensagem que fica é clara: nunca é tarde para recomeçar.

P.S (Materia retirada do site do fantastico exibido em 09 de maio de 2010)

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Charles Chaplin

Quando me amei de verdade, compreendi que em qualquer circunstância, eu estava no lugar certo, na hora certa, no momento exato.
E então, pude relaxar.
Hoje sei que isso tem nome... Auto-estima.

Quando me amei de verdade, pude perceber que minha angústia, meu sofrimento emocional, não passa de um sinal de que estou indo contra minhas verdades.
Hoje sei que isso é...Autenticidade.

Quando me amei de verdade, parei de desejar que a minha vida fosse diferente e comecei a ver que tudo o que acontece contribui para o meu crescimento.
Hoje chamo isso de... Amadurecimento.

Quando me amei de verdade, comecei a perceber como é ofensivo tentar forçar alguma situação ou alguém apenas para realizar aquilo que desejo, mesmo sabendo que não é o momento ou a pessoa não está preparada, inclusive eu mesmo.
Hoje sei que o nome disso é... Respeito.

Quando me amei de verdade comecei a me livrar de tudo que não fosse saudável... Pessoas, tarefas, tudo e qualquer coisa que me pusesse para baixo. De início minha razão chamou essa atitude de egoísmo.
Hoje sei que se chama... Amor-próprio.

Quando me amei de verdade, deixei de temer o meu tempo livre e desisti de fazer grandes planos, abandonei os projetos megalômanos de futuro.
Hoje faço o que acho certo, o que gosto, quando quero e no meu próprio ritmo.
Hoje sei que isso é... Simplicidade.

Quando me amei de verdade, desisti de querer sempre ter razão e, com isso, errei muitas menos vezes.
Hoje descobri a... Humildade.

Quando me amei de verdade, desisti de ficar revivendo o passado e de preocupar com o futuro. Agora, me mantenho no presente, que é onde a vida acontece.
Hoje vivo um dia de cada vez. Isso é... Plenitude.

Quando me amei de verdade, percebi que minha mente pode me atormentar e me decepcionar. Mas quando a coloco a serviço do meu coração, ela se torna uma grande e valiosa aliada.
Tudo isso é... Saber viver!!!

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Um homem Inteligente Falando das Mulheres

O desrespeito à natureza tem afetado a sobrevivência de vários seres e entre os mais ameaçados está a fêmea da espécie humana.

Tenho apenas um exemplar em casa,que mantenho com muito zelo e dedicação, mas na verdade acredito que é ela quem me mantém. Portanto, por uma questão de auto-sobrevivência, lanço a campanha 'Salvem as Mulheres!'
Tomem aqui os meus poucos conhecimentos em fisiologia da feminilidade a fim de que preservemos os raros e preciosos exemplares que ainda restam:


Habitat
Mulher não pode ser mantida em cativeiro. Se for engaiolada, fugirá ou morrerá por dentro. Não há corrente que as prenda e as que se submetem
à jaula perdem o seu DNA. Você jamais terá a posse de uma mulher, o que vai prendê-la a você é uma linha frágil que precisa ser reforçada diariamente.


Alimentação correta
Ninguém vive de vento. Mulher vive de carinho. Dê-lhe em abundância. É coisa de homem, sim, e se ela não receber de você vai pegar de outro. Beijos matinais e um 'eu te amo' no café da manhã as mantém viçosas e perfumadas durante todo o dia. Um abraço diário é como a água para as samambaias. Não a deixe desidratar. Pelo menos uma vez por mês é necessário, senão obrigatório, servir um prato especial.


Flores
também fazem parte de seu cardápio - mulher que não recebe flores murcha rapidamente e adquire traços masculinos como rispidez e brutalidade.


Respeite a natureza
Você não suporta TPM? Case-se com um homem. Mulheres menstruam, choram por nada, gostam de falar do próprio dia, discutir a relação? Se quiser viver com uma mulher, prepare-se para isso.


Não tolha a sua vaidade
É da mulher hidratar as mechas, pintar as unhas, passar batom, gastar o dia inteiro no salão de beleza, colecionar brincos, comprar muitos sapatos, ficar
horas escolhendo roupas no shopping. Entenda tudo isso e apoie.


Cérebro feminino não é um mito
Por insegurança, a maioria dos homens prefere não acreditar na existência do cérebro feminino. Por isso, procuram aquelas que fingem não possuí-lo (e algumas realmente o aposentaram!). Então, agüente mais essa: mulher sem cérebro não é mulher, mas um mero objeto de decoração. Se você se cansou de colecionar bibelôs, tente se relacionar com uma mulher. Algumas vão lhe mostrar que têm mais massa cinzenta do que você. Não fuja dessas, aprenda com elas e cresça. E não se preocupe, ao contrário do que ocorre com os homens, a inteligência não funciona como repelente para as mulheres.


Não faça sombra sobre ela
Se você quiser ser um grande homem tenha uma mulher ao seu
lado, nunca atrás. Assim, quando ela brilhar, você vai pegar um
bronzeado.
Porém, se ela estiver atrás, você vai levar um pé-na-bunda.


Aceite: mulheres também têm luz própria e não dependem de nós para brilhar.
O homem sábio alimenta os potenciais da parceira e os utiliza para motivar os próprios. Ele sabe que, preservando e cultivando a mulher, ele estará salvando a si mesmo.



E meu amigo, se você acha que mulher é caro demais, vire gay.

Só tem mulher quem pode.

sexta-feira, 26 de março de 2010

Coisas Verdadeiras

Sabe, acho que a idade vai chegando, e com a maturidade já temos como prioridade outras coisas...

A vida profissional, a monografia de final de curso, as contas a pagar e... O amor da sua vida!

Ficamos sempre nos perguntando "quando será que vai chegar?"

E a cada nova paquera, vez ou outra nos pegamos na dúvida "será que é ele(a)?".

Como diz o minha mãe: "Nessa idade tudo é definitivo" (pelo menos a gente acha que é!)

Cada namorado(a) sempre é o homem (mulher) da sua vida.

Fazem planos, escolhem o nome dos filhos, o lugar da lua-de-mel e, de repente...PLAFT! Como num passe de
mágica ele desaparece, te fazendo criar ainda mais expectativas a respeito "do próximo".

Você percebe que cair na guerra quando se termina um namoro é muito natural, mas que já não dura mais de
três meses.

Sim, não negue, você está sempre "à procura".

Claro, porque nessas alturas, só há duas hipóteses (e todo mundo já passou pelas duas!):
Ou você está sofrendo como uma condenada por alguém que já te baniu (e o pior é quando vem com aquele papo de "carinho enorme", "maior consideração", "seremos amigos", que dá vontade de se jogar do 22º andar),
ou é você quem está tentando se livrar daquela coisa apaixonada que não para de ligar pro seu celular.

Em todo caso, a fila está andando e você precisa olhar ao seu redor. Também não precisa ser tão "ao redor"
assim.

Ao invés da sua quadra, da faculdade, da galera da Igreja, dos amigos do seu primo ou do primo da sua
amiga, também é preciso aumentar seu círculo de amizades e ver quantas pessoas legais você ainda tem a
conhecer.

É impressionante: As baladas, os shows, as viagens já não são mais "points" de guerra, você já não olha pra
todos os gatinhos da festa e já não tem mais vontade de beijar todos.

Agora, você queria mesmo é que viesse o cara formado, trabalhador, bem resolvido, inteligentíssimo, com
aquele papo que te deixa sentada no bar o resto da noite.

No fundo, você daria tudo pra estar de novo com aquela pessoa que conhece sua mãe, que cuida de você quando está doente, que segura o seu cabelo pra não sujar de vômito, que não reclama em trocar aquele churrasco da galera pelo aniversário da sua avó, que joga "imagem e ação" com você e se diverte como uma criança, que te oferece uma música romântica que você vai lembrar pro resto da vida, que sorri de felicidade quando te olha, mesmo quando os dois estão de shorts, camiseta e chinelo e o seu cabelo tá com aquele nó horroroso que ele faz de conta que nem nota...
e, por último, que te diz que você está linda naquele vestido de gala da formatura, tanto quanto naquele pijama de algodão, quando acabou de acordar, com aquela cara inchada e o cabelo "puf".Tá bom, tá bom... não precisa ser "aquele", mas bem que você podia encontrar outro rapidinho.

A "guerra" já não é mais liberdade, diversão, pra você ficar com todos sem compromisso, sair sem dar
satisfação, curtir as amigas, tirar um tempo pra você... e aquele monte de desculpas esfarrapadas que a
gente vive inventando.

Na verdade, não passa de uma procura incessante e uma seleção semanal.

Sim senhora, não negue que cada novo "fica" já se torna uma possibilidade de namoro (pra você, é claro!),

e é aí que mora o problema...

Enquanto você dorme pensando nele, gruda no telefone no dia seguinte e passa horas decidindo se deve ligar ou
não... Eles não estão com a mesma preocupação... São meses sem dar sorte...

Um acabou um relacionamento longo e ainda está com a famosa "síndrome da ex-
namorada" (vai ficar pelo menos um ano sem saber o significado da palavra "namoro"),

e o outro fica de ligar e não liga, ou resolve aparecer quando "dá na telha",
todos os amigos estão namorando, viajando, sei lá... e a última saída é procurar um nome na agenda do
telefone.

Tudo bem, enquanto tiver maquiagem e perfume, vamos à luta...

E haja dinheiro pra manter presença em todos os eventos da cidade...

Churrasco, festinhas em casa, boates desde quinta- feira (que aliás é o melhor dia!), orla aos domingos...

sem contar com a sua diversidade, que vai do forró ao pagode, sem contar com os shows de música baiana,
passando até (às vezes!) pelo techno das raves.

Mas agora é diferente!

O tempo passa e o melhor mesmo é se divertir com as amigas, rir até doer a barriga, fazer aqueles passinhos
bregas de antigamente e curtir o som...

Olhar pro teto, cantar bem alto aquela música que você adora e, no final da festa, tirar as sandálias, sem se
importar com quem está olhando.

Um belo dia, você deita a cabeça no travesseiro, pensa por umas duas horas, chora, reza, ri sozinha e chega à
conclusão... Pra ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela!

Ninguém é auto-suficiente, mas já é o bastante.

Jogue as velhas lembranças no lixo e se convença de uma vez que se aquele cara que você ama (ou acha que ama)
não quer nada com você é porque ele não é mesmo o homem da sua vida.

Aprenda a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você.

"Não corra atrás das borboletas, cuide do seu jardim e elas virão até você".

No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!"

Minha vida é você

quinta-feira, 18 de março de 2010

Enfim Separados

Você ainda sonha com aquela papagauiada de CASAMENTO, juras infinitas, amor eterno e principalmente com o velho discurso do padre dizendo "até que a morte os separe", pelo amor de DEUS, acorde isso só existiu no tempo da minha avó, que ainda sim casou dinovo depois que o primeiro marido havia falecido.


A verdade é que nos tempos de hoje até tentamos um certo tradicionalismo, mas nos acabamos em boites, barzinhos, pagodes,micaretas, noitadas a fio que nos acostumamos a ter todos, é isso mesmo, quem é em sã consciência vai querer se prender a uma pessoa só, já que a própria sociedade mostra que sair ficando é saudavél.O pior é que todos os jovens estão casando achando que vão fazer a diferença, acreditando no tal "pra sempre".Não entendo, juro, porque temos que sofrer para entender o que é certo, ver os erros e lembrar o passado, não entendo verdadeiramente o que faz uma pessoa viver 11 anos com outra e do dia pra noite dizer "EU NÃO TE AMO MAS".


E ai seu castelo de areia dissolve e tudo o que você pois dentro vai por água a baixo e três meses depois você já pensa em entrar em outra fria...As pessoas poderiam ser mas praticas, como num contrato: ninguém iludi ninguém, acredite é bem mas cómodo pra ambas as partes, visto que ninguém sairia lesionados se quiser poderia até renovar o contrato.


Não é que desacredite no tal "AMOR" , mas prefiro o ditado "ENFIM SEPARADOS", depois de varias tentativas dolosas, cada um do seu lado , uns se de gladiando outros chorando e outros como eu desacreditados, nunca, mas nunca mesmo voltarei a ser o que fui, e sempre teremos saudades infinitas do que se foi e não voltara mas.


Tenho certeza que muito amigos, colegas, leitores podem não concordar comigo, mas de fato o "amor não esta em alta".


A separação poderia te outro nome mas sutil, assim causaria menos impacto, e o pior são os olhos maldoso de todos que querem por força serem íntimos, nessa hora todo mundo vira conselheiro amoroso.


A única coisa que tenho certeza e a clareza é que se pudesse voltar a trás nunca me casaria e seria eternamente namorada é bem mas vantajoso e sem compromisso.


O importante é que partir dessa separação a vida começa com mas atenção.


Karol Salgado

Desenvolvido por

Karol Salgado Todos os Direitos Reservados. Design for Max Paixão MPWeb Design